quinta-feira, 16 de junho de 2016

ALTA DO BITCOIN E OS FATORES RESPONSÁVEIS PELO PREÇO DE U$ 700

Analistas ao redor do mundo têm dado seus pareceres a respeito da forte alta do bitcoin nos últimos dias.

Entre 11 e 12 de junho, o bitcoin iniciou uma forte alta atingindo o patamar de U$ 700 e estabilizando em U$ 690. Essa valorização atraiu a atenção de muitos especialistas do mercado que possuem dinheiro investido naquele ativo.
Eles colocaram à disposição dos investidores uma variedade de análises e explicações a respeito da alta do preço da moeda digital, entre elas o "Brexit" (saída do Reino Unido da União Européia), a notoriedade que atecnologia Blockchain tem ganhado e a redução da recompensa dos "mineradores" prevista para julho deste ano.

Brexit

Alguns especialistas enfatizaram a possibilidade do Reino Unido deixar de compor a União Européia, e isso teria sido um dos mais fortes contribuintes para o aumento exponencial da cotação do bitcoin.
Apesar de existir, em contrapartida, um forte apoio para que o Reino Unido continue a compor a UE, pesquisas já sugerem que 52% dos entrevistados desejam a saída do bloco, enquanto 33% (chamados de "Bremain") preferem que o país permaneça.
"Todos nós lembramos como o bitcoin reagiu diante da notícia do afastamento da Grécia da UE e vemos o mesmo cenário agora novamente, porém com o Reino Unido, e isso aumentará as incertezas, o que favorece o bitcoin", disse Arthur Hayes, CEO da BitMEX.

Redução da recompensa de mineração

Especialistas também citaram o chamado "Halving" (do inglês, reduzir pela metade). Trata-se de um procedimento da rede bitcoin que, a cada quatro anos, corta pela metade a recompensa dos chamados "blocos de mineração" pagos aos "mineradores", indivíduos ou companhias que colaboram com processamentos de transações na rede.
Essa medida serve para retardar a quantidade máxima de bitcoins (21 milhões) em circulação.
O evento acontecerá em algum momento de julho e os mineradores passarão a receber 12.5 BTC cada vez que um bloco de dados for quebrado. Hoje a taxa é de 25 BTC.
O fundador da Agentic Group LLC afirmou que essa redução é animadora para muitas pessoas, pois funcionará como um gatilho que aumentará repentinamente a escassez da moeda, juntamente com seu preço.
Du Jun, co-fundador da Huobi, disse que esse corte da recompensa vai causar uma mudança violenta entre oferta e demanda. Para muitos comerciantes e investidores trata-se de uma ótima notícia.

Tecnologia Blockchain

A tecnologia conhecida como Blockchain, ou Cadeia de Blocos em português, é a rede responsável pelas transações feitas usando o bitcoin.
Por meio dela é possível enviar a moeda para qualquer parte do mundo em instantes, sem intermediários, bastando apenas que as transações passem por um certo número de confirmações feitas pelos mineradores que contribuem na rede, com poder de processamento, legitimando cada transação realizada, e que em troca recebem uma pequena parcela de bitcoins como incentivo econômico. 
Com o aumento do interesse pela tecnologia, principalmente para fins econômicos, houve uma elevação de confiança em torno da Blockchain original, rede que atualmente controla as transações feitas em bitcoin. O seu uso comercial tem sido bem visto no mercado, o que contribuiu para o aumento da cotação da criptomoeda.

Crise na China

Alguns especialistas estão convencidos de que o principal motivo por trás da alta foi a desvalorização da moeda chinesa Yuan, o que fez com que vários compradores chineses adquirissem bitcoins como forma de garantir o patrimônio, e essa aquisição em massa teria feito o preço subir.
O fundador da Magnr, Joe Lee, acredita que ainda existem inúmeros fatores que aumentarão ainda mais a demanda pela moeda digital. "A demanda de bitcoins na China vai continuar forte e aumentar ao longo do tempo com a crescente incertezaeconômica no país", afirmou.

FONTE: http://br.blastingnews.com/economia/2016/06/a-alta-do-bitcoin-e-os-fatores-responsaveis-pelo-preco-de-u-700-00968829.html

Valor do Bitcoin tem sua maior alta desde 2014, saiba como abrir sua carteira

Segundo a Reuters, um súbito interesse do mercado chinês fez o valor da moeda digital se elevar em 50% nos últimos 30 dias, sendo considerada a sua maior alta registrada desde julho de 2014. As razões da alta ainda não são muito conhecidas, mas especula-se que a desvalorização do yuan em frente ao dólar americano tenha feito empresas buscarem investir em algo mais seguro como a moeda digital bitcoin, além da diminuição da recompensa de mineração dos bitcoins, que acontecerá em julho - processo conhecido como halving.

Devido à escassez - limitada a apenas 21 milhões de unidades - o bitcoin tem sido uma das formais mais rentáveis de investimento. Segundo Guto Schiavon, fundador da FOXBIT, bolsa de bitcoins criada justamente no auge em 2014, a tendência é que brasileiros também comecem a investir cada vez mais no ativo digital, além de fazer uso diário da criptomoeda.

"Enquanto o real é uma moeda que sofre com a inflação, o bitcoin é deflacionário e tem sua emissão controlada e prevista matematicamente" afirma Schiavon. "Como a negociação não tem muita burocracia e o uso não tem intermediários obrigatórios, a moeda está mudando o mercado financeiro assim como a internet mudou as comunicações", completa o empresário.

Atualmente, mais de 100 milhões de reais já foram negociados pela FOXBIT, que possui mais de 15 mil clientes desde sua fundação. "O mercado de bitcoin cresce exponencialmente. Acredito que a moeda atingirá o patamar de 1 bilhão de reais em negociações no próximo ano, isso só aqui no Brasil", comenta o novo sócio da empresa, Bernardo Faria, ex-Diretor de Operações da AcessoCard - maior empresa independente de cartão pré-pago do Brasil.

Aquecendo um novo mercado

A FOXBIT possui um grande conhecimento no mercado financeiro e de tecnologia - com sócios e parceiros vindos de grandes instituições e bolsas de valores - o que auxilia no desenvolvimento de produtos e soluções para agregar valor e disseminar o uso do bitcoin no Brasil.

Atualmente, o bitcoin está sendo cotado por volta de R$ 2.500,00. Surge assim uma boa oportunidade para fomentar o mercado e criar interesse nos usuários. A FOXBIT, por exemplo, oferece um bônus para quem abrir uma conta para negociar a moeda digital. Os usuários, por sua vez, terão a chance de experimentar o novo "dinheiro" com o auxílio da empresa que, atualmente, é a maior corretora do Brasil.

Para conhecer mais sobre, o blog da FOXBIT (www.foxbit.com.br/blog) pode sanar várias dúvidas e, caso queira abrir uma carteira com a empresa, acesse o site oficial www.foxbit.com.br, a página do Facebook www.facebook.com/foxbitcoin ou entre em contato pelo e-mailatendimento@foxbit.com.br.

Dúvidas sobre como abrir uma conta para bitcoin? Assista ao vídeo https://youtu.be/GCoe-thmHJk .
Website: https://www.foxbit.com.b

FONTE: http://exame.abril.com.br/negocios/dino/noticias/valor-do-bitcoin-tem-sua-maior-alta-desde-2014-saiba-como-abrir-sua-carteira.shtml